Por que achamos que a Lei Australiana de Retenção de Dados é uma péssima idéia

Nas últimas semanas, os internautas australianos ficaram preocupados com as implicações do Parlamento aprovar a lei obrigatória de retenção de metadados.

Os usuários têm procurado desesperadamente métodos para esconder suas pegadas digitais, já que a aprovação da lei no final de março concede ao governo australiano o poder de espionar seus cidadãos.

A nova lei exige que todos os provedores de serviços de telecomunicações, incluindo ISPs, retenham os dados do usuário por até dois anos. Isso inclui todos os metadados, números de telefone e endereços do computador. A lei também permite que funcionários do governo e agências de terceiros fora da Austrália acessem esses dados sem um mandado.

O ExpressVPN está desapontado com esta ameaça à liberdade de expressão e privacidade. Como forte defensor da privacidade na Internet e dos direitos digitais, acreditamos que este seja um retrocesso do governo australiano.

Os usuários australianos estão contemplando sua privacidade na Internet depois que a decisão do Tribunal Federal da semana passada permitiu que o Dallas Buyers Club LLC reunisse 4.637 australianos que haviam baixado o filme. Não é de surpreender que os internautas da Austrália estejam furiosos com a decisão do Tribunal Federal de pressionar os ISPs a entregar os dados pessoais de seus clientes.

Também nesta semana, a Aliança de Comunicações da Austrália lançou uma versão final do seu código da indústria de “três greves”, cujo objetivo é enfrentar o problema da pirataria online na Austrália. De acordo com o código, os usuários da Internet têm três “greves” antes que eles possam enfrentar uma ação legal de detentores de direitos autorais, e seu ISP pode ser forçado a entregar seus detalhes.

Esses ataques recentes à privacidade online e aos direitos digitais obrigaram os usuários australianos a reagir usando VPNs para ocultar seus IPs e manter suas atividades online privadas. Essas leis de retenção de dados se aplicam a provedores de serviços da Internet e empresas de telecomunicações. Por outro lado, somos um provedor de VPN e não registramos tráfego.

O ExpressVPN é um grande defensor da liberdade na Internet. Entristece-nos ver os direitos dos australianos na Internet serem lentamente corroídos. Dito isso, acreditamos na criação de ótimos produtos para ajudar os usuários a melhorar sua privacidade digital. Também tomamos medidas para apoiar organizações e iniciativas afins, como a Electronic Frontier Foundation, a Fight for the Future e a Internet Defense League.

Então, o que acontece depois? Embora as leis de retenção de metadados já tenham sido aprovadas na Austrália, nunca devemos parar de defender nossos direitos digitais. Os internautas australianos podem se capacitar em primeiro lugar mantendo-se informados. Não é especialista em tecnologia? Consulte nossos guias de Privacidade da Internet para ler os conceitos básicos de privacidade na Internet. Quer algo um pouco mais avançado? Confira os abrangentes guias de Autodefesa de vigilância da EFF e impeça as pessoas de espioná-lo.

O ExpressVPN continua comprometido em ajudar os usuários da Internet – na Austrália e no mundo -, continuando a encontrar maneiras de melhorar a privacidade na Internet, melhorando nossos serviços de VPN e emprestando nosso conhecimento e voz à luta global contra a retenção de metadados.

Imagem em destaque: kuzmafoto / Dollar Photo Club

Kim Martin
Kim Martin Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me